Na disputa para ganhar espaço em um mercado ainda muito pulverizado, o Grupo Boticário saiu na frente da Natura nos últimos anos ao conseguir diversificar o seu modelo de negócio. A companhia paranaense lançou três novas marcas, adquiriu a fabricante de maquiagens Vult, ampliou seus canais de venda e passou a atingir um público mais heterogêneo. Já a Natura ficou focada em administrar suas fortalezas – sua marca principal e a venda direta –, e, somente agora, principalmente após a aquisição da The Body Shop no ano passado, volta suas atenções ao varejo em busca de um crescimento mais agressivo.

Todos os detalhes em Gazeta do Povo

error: Conteúdo protegido de cópias!!