Em 2017, as vendas de bens de consumo industrializados, no autosserviço, caíram pelo segundo ano consecutivo. Houve, no entanto, desaceleração na queda em relação ao período anterior, muito em função da retomada da economia. No ano passado, o volume comercializado pelo autosserviço, desconsiderando o canal cash & carry, teve retração de 2,4%, ante os 5% de queda registrada em 2016. Considerando todo o varejo alimentar, a retração consolidada foi de 3,5%.

Ao analisar o desempenho dos canais do varejo, especificamente os dedicados ao abastecimento dos lares, o supermercado teve um ano satisfatório e conseguiu reverter a queda registrada em 2016, que fora de -3,3% em volume. Em 2017, este formato de loja cresceu 2,3%.

Todos os detalhes em Abrasnet

error: Conteúdo protegido de cópias!!